Este foi um visual masculino que ganhou corpo em 2014, mas que permanece em 2015, com força. A barba, tradicional ou com cortes mais ousados, tem vindo a ganhar o seu espaço, apesar de uma corrente anti-hipster que já começou a surgir nas redes sociais…

Quando se trata de barba, existe uma certa “concorrência” entre duas escolas estéticas: a americana (com mais detalhes e recortes) e a europeia, mais tradicional, à base de navalha e tesoura. O facto é que estas duas vertentes andam a fazer as suas trocas de influências, criando cortes que combinam as duas especialidades e dando mais alternativas aos adeptos do look “macho bem-cuidado” (o tal lumbersexual, de que já aqui dei conta). Porém, o que é bom destas combinações é que tornam o quotidiano mais diversificado e ajudam o homem a mudar de aparência. Na europa, contudo, as barbas em alta atingem dois extremos. Um, inclui a clássica barba rala, com acabamento leve, misturando a pele ao pelo (o chamado dirty look). O outro modelo de barba em alta, chamado de viking, soma barba cerrada e longa, com cabelos também compridos, às vezes presos em tranças.

Mas o que é certo, e como já devem ter reparado, os homens vão adoptando, cada vez mais, um rosto peludo. Até eu aderi à tendência! E estou a gostar muito de me ver de barba. Porque, não há dúvida de que o visual com barba está a ganhar mais e mais adeptos, e os próprios famosos como Ben Affleck, Jake Gyllenhaal, Matthew McConaughey, Jamie Dornan, George Clooney ou Hugh Jackman também promovem e impulsionam o uso da barba. Como vêem, não há dúvida. Pode ser uma barba bem acabada, cultivada e cuidada. Ou então, mais comprida, despenteada, ao estilo “homem das cavernas”. O certo é que as barba vieram mesmo para ficar.

Já agora, se se tornaram adeptos recentemente ou, pelo contrário, estão fartos da barba, aqui vos deixo 10 motivos não desfazerem a barba:
1.Os homens com barba são mais sexys
Uma pesquisa da Universidade de Nova Gales do Sul, na Austrália, mostrou a centenas de mulheres heterossexuais 10 fotos de diferentes etapas de crescimento da barba e pediu para pontuarem as fotos por atracção, masculinidade, saúde e potencial para serem namorados ou marido. Resultado: os homens que não desfaziam a barba há dez dias foram os mais populares entre mulheres pesquisadas. Já os homens com pouca barba, aquela de três/cinco dias, foram considerados menos atraentes pelas mulheres.
2.A barba protege contra o sol
Segundo uma pesquisa recente da Universidade de Southern Queensland, também na Austrália, os investigadores descobriram que as partes do rosto cobertas por barbas e bigodes, têm, em média, um terço a menos de exposição aos raios UV prejudiciais. O estudo foi feito no sol do deserto australiano com manequins com e sem barba (barbas de 3,8 e 8,8 centímetros). Os resultados mostraram que as barbas pareciam oferecer 90 a 95% de proteção contra o sol, dependendo do comprimento do pelo.
3.A barba mostra respeito
Com quem gostavam de ser parecidos, com o Ken ou o Falcon? Pois é! A cara sem barba passa a impressão de um homem mais jovem e, por esse motivo, as pessoas poderão não o levar tão a sério. Já com barba, transmitimos um respeito maior e mostramos uma cara mais experiente.
4.A barba economiza tempo
Já calcularam quanto tempo se perde a fazer a barba todos os dias? Considerando 10 minutos diários, num ano, dispensamos cerca de 60 horas, ou 2 dias e meio, com a máquina de barbear ou a Gillete na mão. Reduzam para uma vez por semana e será apenas 8 horas, quase um oitavo desse tempo…
5.A barba suaviza a pele
Ter barba significa não se cortar, nem irritar a pele com uma lâmina de barbear. “Barbear é, geralmente, a principal causa de infecções bacterianas na zona da barba”, explica o Dr. Martin Wade, dermatologista em Londres, Inglaterra. Com a barba, os homens também podem livrar-se de pêlos encravados e infecções na pele.
6.A barba desacelera o envelhecimento
Sabiam que o pêlo facial pode ajudar a manter a pele jovem e em boas condições? Isso deve-se ao facto dele impedir que a água deixe a pele por completo, mantendo-a hidratada e protegendo-a do vento, que a seca e perturba sua barreira protectora, de acordo com outro médico dermatologista, o Dr. Nick Lowe. “Além disso, se passar hidratante, a barba ou o bigode vão ajudá-lo a ficar muito mais tempo na pele do que num rosto exposto ou barbeado”, explica.
7.A barba alivia a asma
Homens com asma desencadeada por pólen e poeira deveriam deixar crescer os pêlos faciais para reduzir os sintomas. Bigodes que atingem a área nasal podem parar ou impedir que alérgenos entrem no nariz e sejam inalados pelos pulmões, de acordo com a especialista médica em pelo, Carol Walker, do Birmingham Trichology Centre, Inglaterra.
8.A barba ajuda a combater gripes, constipações e tosses
Barbas espessas, que crescem sob o queixo e o pescoço, aumentam a temperatura do corpo e podem ajudar a combater uma gripe ou constipação. “O pêlo é um isolante que mantém o pescoço quente. Uma barba espessa bloqueia o ar frio e eleva a temperatura do pescoço, tornando-se numa mais valia quando se está com uma gripe ou constipação”, explica Carol Walker. Quando se tem uma dor de garganta, por exemplo, o corpo aumenta a temperatura (febre) para matar o vírus. Quanto mais quente estiver e mais fluídos tomar, melhor equipado se fica para combater o vírus.
9.Cria um estilo próprio e mudar quando quiser
De cara lisa, barbeada, apenas tens um estilo. Agora, se usarem barba, podem optar por vários estilos: barba rija, por desfazer, bigode, barbicha, barba longa, entre outros…
10.Porque elas gostam mais e aprovam o visual com barba
As mulheres actualmente gostam tanto de homens com barba, que até elas próprias criaram campanhas femininas que apelam por pelos faciais masculinos. A página do facebook “Faça amor, não faça a barba” é um belo exemplo disso.

Etiquetas:

One Response so far.

Comente este artigo